Outras páginas

quinta-feira, 20 de junho de 2013

Protesto III: Que causa defendemos?

CANINDÉ, Sergipe - Em meios a intensos protestos movidos pelo descontentamento de uma grande maioria de brasileiros, o Brasil vive um clima de avivamento da democracia. 










Valdir Inácio
Graduando em Gestão Pública

No entanto, uma minoria de pessoas com intenções que não representam a voz do povo de bem, estão aproveitando o momento para disseminar a discórdia e o mal. A esses, adjetivamos de baderneiros sem causa. Pois, é inadmissível a depredação e o vandalismo do patrimônio público, e do privado. Saquear lojas e bancos não representar a voz da população que quer o direito de ter um serviço de transporte público com qualidade e acessível. Não representa a voz dos estudantes que querem uma tarifa do transporte escolar justa. Não representa a voz de um povo que é herói diante de tantos impostos que pagamos. Não representa a voz dos que levantam bem cedo para trabalhar e colocar o pão de cada dia em seus lares. 

Aos que desrespeitam as autoridades, o repúdio das vozes que lutam por um Brasil sem corrupção.

Aqueles que tomas as ruas, levantam suas bandeiras com as causas mais diversas em prol de um Brasil melhor, nosso respeito e admiração. O Gigante precisa de um povo esclarecido e capaz de dá sua contribuição para o crescimento com saúde do nosso País.

A democracia não foi conquistada para o uso daqueles que não sabem dá o devido valor. Se temos a liberdade de expressão e o direito de fazermos manifestação é porque outros/as heróis brasileiros pagaram um alto preço nos anos obscuro desse País. Se a democracia está doente, vamos curá-la com ética, educação e respeito as leis. A construção do diálogo e das soluções dos entraves é o que temos que nos debruçar.

O debate e a voz dos manifestantes tem que ser ouvidas pelos Poderes Executivo e Legislativo. Isso inclui todas as três esferas: Municipal, Estadual e Federal.

Que os nobres deputados e senadores possam fazer valer o voto que obtiveram em seus Estados. Que não se deixem levar pelo Eu, mas sim pelo Coletivo. 

É no Congresso Nacional que as leis são criadas, então, já passou da hora de os deputados e senadores mostrarem para o povo brasileiro que são capazes de votar temas importantes a favor do País: as reformas estruturantes, o aumento dos recursos para a educação, entre outras pautas relevantes.

Congresso Nacional mostra sua cara, só assim esse povo que clama por justiça social aprenderá a admirar seus representantes. 

Brasil rico é um País forte, com seu povo o admirando. 

#Reflitamos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos pela sua visita e comentário.