Outras páginas

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Protesto VIII: Canindé vem para rua com sabedoria e paz!

Imagem/Divulgação
CANINDÉ, Sergipe - Nas últimas semanas o povo brasileiro saíram às ruas para reivindicar o direito de viver em país melhor. As ondas de protestos começou com o Movimento Passe Live (MPL) em São Paulo, e se alastrou pelas demais capitais e cidades brasileiras. 












Por Valdir Inácio
Graduando em Gestão Pública

As manifestações já ocorreu na capital Aracaju, e está próxima de acontecer em Canindé de São Francisco. Antes do MPL tomar às ruas de São Paulo, suas lideranças, os e as jovens, se organizaram planejando as atividades que iriam realizar. O principal objetivo do MPL, desde o início dos protestos foi a revogação da tarifa de ônibus. A medida em que as passeatas ganhava mais adeptos, diversas pautas apareceram. Como por exemplo, a PEC 37, mais recursos para a Educação, Saúde e etc.

Reivindicar o quê?

Quero chamar à atenção para alguns encaminhamentos importantes, tais como: definição de pauta para as manifestações, estratégias para acalmar os manifestantes mais esquentados, definição de gritos de ordem, e tantos outras ações para garantir a legitimidade dos protestos e a segurança das pessoas que participem.

Constituição Federal, em seu Inciso XVI, diz que: todos podem reunir-se pacificamente, sem armas, em locais abertos ao público, independentemente de autorização, desde que não frustrem outra reunião anteriormente convocada para o mesmo local, sendo apenas exigido prévio aviso à autoridade competente;

É importante que os canindeenses façam os protestos de forma coerente e respaldada no que diz a lei.

Pois, sabemos que a intenção da maioria dos brasileiros que saem às ruas, é apenas reivindicar uma melhor qualidade de vida, através de uma melhor Educação, uma Saúde com padrão "Fifa", assim como, transparência nos gastos públicos, combate a corrupção , e principalmente, que os políticos sejam punidos severamente como "crime hediondo", caso se envolvam com desvios de recursos públicos. Ressalto também, que pessoas com segundas intenções, se infiltram nas manifestações para fazer badernas e promover a anarquia. Isso não é protestar, e sim ações de vanda-los.

Outro fator que me chamou à atenção é o orquestramento de uma "turma" que gritam "SEM PARTIDO". Que democracia é essa que lo cidadão não pode manifestar-se da forma como quiser, ou seja, com sua camisa ou bandeira partidária?

Em um passado bem recente, quando a organização partidária foi proibida de se manifestar, vivenciamos o pior momento da história do nosso país. Época em que a DITADURA maltratou e matou milhares de brasileiros que lutava por uma nação que tivesse liberdade e democracia.

Particularmente, não sou a favor de um possível "golpe de estado" ou mesmo querer destituir nossos representantes políticos a qualquer preço, NÃO. Se temos os Vereadores, Prefeitos, Deputados Estaduais, Deputados Federais, Senadores, Governadores e Presidente da República, é porque fomos as urnas e votamos com as nossas próprias mãos. Dessa forma, não justifica querermos incentivar uma guerra civil ou mesmo um golpe de estado.

Que façamos quantos protestos for necessários em nossa Canindé, no Estado e no Brasil, mas com responsabilidade, objetividade e respeito as leis e autoridades competentes. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos pela sua visita e comentário.