Outras páginas

terça-feira, 23 de julho de 2013

Uma cidade que os cachorros tomam de conta das ruas

CANINDÉ, Sergipe - O cachorro é o melhor amigo do homem, isso é uma verdade milenar. Porém, não podemos afirmar o contrário. 















Valdir Inácio
Graduando em Gestão Pública

Não é de hoje que um número grande de cães estão tomando as ruas da cidade de Canindé de São Francisco. O grande número de cães abandonados pelas ruas da cidade, e a ausência de vacinação neles é algo que tem preocupado a população canindeense. Infelizmente, nestas condições, estes animais se tornam uma ameaça real para crianças, adultos e idosos. Mas de quem é a culpa? De todos.

Parte dessa culpa é das pessoas que abandonam seus animais a própria sorte.

A outra parte da culpa é das autoridades que precisam se conscientizar dos riscos que os cães abandonados estão causando à população, pois já podem ser considerados problemas de Saúde Pública, e alguma medida deve ser tomada imediatamente.

Órgão de Saúde

A Secretaria de Saúde, através do departamento competente, poderia criar mecanismos para controlar o aumento desenfreado dos cães de ruas. Assim como, o Conselho Municipal de Saúde, poderia criar uma resolução criando critérios para a criação e identificação de animais domésticos, seja cão ou gato. 

Legislativo

Cabe aos vereadores legislar sobre o caso, pois são representante do povo em todos os assuntos.

Zoonoses

Além de representarem um risco físico, os cães também podem ser um poderoso vetor de zoonoses – doenças transmitidas de animais para o homem. “Entre as zoonoses mais temidas, está a raiva – também conhecida como hidrofobia. Para o homem, a principal forma de transmissão da doença se dá pela mordedura de um animal, que foi infectado, geralmente por morcego, cão e gato”, explicou o veta veterinária Valéria Fardim.

Ministério Público

É um órgão que a sociedade deve acionar a medida que entende que a Prefeitura está sendo omissa em sua missão. 

10 milhões

Resolver o problema não é tão caro assim, pois dinheiro nos cofres da Prefeitura não falta. O que falta é a sensibilidade do responsável pela área da Saúde em querer resolver o gargalo. 

Enfim, governar é muito mais do que status.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos pela sua visita e comentário.