Outras páginas

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2020

Deputado João Daniel, Ednaldo da Farmácia e as especulações

Na tarde do último sábado, 8, o deputado federal João Daniel (PT) esteve na cidade de Canindé de São Francisco e visitou o prefeito Ednaldo da Farmácia.

Na ocasião, o prefeito estava prestigiando a festa de aniversário de um amigo.

Entre algumas conversas, o prefeito tratou das emendas propostas pelo deputado para liberar recursos que transformará o forródromo em uma praças de esportes e de lazer. Também falou da possibilidade de liberação de recursos para iluminar a ladeira do rio (SE 230) que dá acesso a Orla Salomão Porfírio de Britto na prainha, até a ponte que faz divisa com a cidade de Piranhas/AL. Outra obra que deverá ser viabilizada com as emendas é a construção da escadaria do cruzeiro, local onde fieis católicos, turistas e comunidade costumam frequentar.     
Também estiverem presentes, a primeira dama do município Débora, a esposa do deputado João Daniel, o secretário de Obras Rildo Joaquim, amigos e familiares do aniversariante Tiago Alexandre. 

Para o prefeito Ednaldo da Farmácia "essa parceria com João Daniel é muito importante para o município e estreita a relação de amizade com o deputado. Deixar um município melhor para o próximo gestor, independe de quem seja, é uma tarefa que venho buscando fazer desde o dia que assumir o cargo de prefeito de Canindé de São Francisco", declarou.

Outro assunto que foi bastante especulado na cidade e no município no final de semana foi a possível aliança na majoritária (prefeito e vice-prefeito) entre o deputado João Daniel e prefeito Ednaldo da Farmácia, por meio de seus indicados. Será?

Independente de tal especulação é importante que o povo canindeense abra bem os olhos para quem de fato tem interesse em colocar esse município nos trilhos. O dever de casa não foi feito pelos ex-prefeitos e como consequência, hoje a gestão de Ednaldo da Farmácia paga um alto preço devido a falta de compromisso de quem esteve a frente da prefeitura. Em anos anteriores quando à arrecadação passava dos 12 milhões mês, eles não foram capazes de planejar o município para que seus cidadãos pudessem ter outra fonte de renda, além da prefeitura.

Reconstruir a imagem de nossa terra e trazer de volta o desenvolvimento que todos sonham, depende do compromisso do gestor, dos políticos e principalmente, da coerência de cada cidadão na hora de escolher seu prefeito e vereador. Pense nisso!


Da Redação 
por Valdir Inácio 
Diário da Cidade Sertão


Mais fotos clique aqui.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos pela sua visita e comentário.