Outras páginas

terça-feira, 16 de outubro de 2012

As políticas públicas destinadas à juventude

Conforme abordado no Guia de Políticas para a Juventude, a partir de 2005 o Brasil inicia uma Política Nacional de Juventude, com a criação da Secretaria Nacional de Juventude ligada à Secretaria-Geral da Presidência da República. Como parte da estruturação desta política, também foi constituído o CONJUVE (Conselho Nacional de Juventude).

A Secretaria Nacional de Juventude executa o Projovem e coordena várias iniciativas e programas executados por diferentes ministérios. Veja no Guia a relação dos programas governamentais de apoio aos jovens e as formas de acessá-los.

Outra ação importante é a participação da juventude na formulação das políticas públicas, por meio da participação nos conselhos estaduais e municipais de juventude, seminários e conferências de juventude em suas diferentes etapas (municipais, estaduais e nacional). Veja, na bibliografia referente ao módulo III, o relatório do 1 Seminário Nacional Juventude Rural e Políticas Públicas, promovido pela Secretaria Nacional de Juventude. Neste documento são apresentadas as principais propostas e reivindicações dos jovens dos espaços rurais em relação a temas como educação, trabalho, cultura.

Espaço de Reflexão e Participação

No vídeo Juventudes e Culturas de Participação são discutidas diferentes abordagens sobre o significado da participação social da juventude atualmente. Os jovens e pesquisadores entrevistados argumentam que é necessário o reconhecimento de outras formas de participação social da juventude, diferentes dos modelos tradicionais (movimento estudantil, partidos políticos). A organização dos jovens em torno de atividades como o Hip Hop, Grafite e esportes são apresentadas como exemplos de iniciativas que podem expressar visões de mundo, reivindicações e ampliar a participação social da juventude. Em sua opinião estas formas menos usuais, como a criação de grupos culturais, por exemplo, podem contribuir para a cidadania dos jovens em sua comunidade? Por quê?

Link para o vídeo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos pela sua visita e comentário.