Outras páginas

sexta-feira, 6 de dezembro de 2019

Secretaria da Agricultura, Água e Meio Ambiente da Prefeitura Municipal de Canindé de São Francisco combate mais um crime ambiental

Ontem (05/12), a Prefeitura de Canindé de São Francisco, por meio da Secretaria de Agricultura, Água e Meio Ambiente, constatou in loco, após denúncias de desmatamento ilegal nas margens do Rio São Francisco, mais precisamente nas proximidades da Comunidade Beira Rio (próximo ao antigo cemitério), o corte ilegal de árvore da espécie Algaroba. 

Ao chegar ao local com o apoio do 4° Batalhão da Polícia Militar do Estado de Sergipe, os infratores se evadiram, tomando caminho desconhecido. "Foi procurada a moto serra (utensílio utilizado para cortar a madeira), mas não obtivemos êxito na procura", ressaltou o secretário da pasta Ramire Bezerra.

Foram apreendidas nessa operação, aproximadamente 80 estacas e 20 mourões, madeira que foi conduzida até a sede da secretaria. 

Na sexta-feira passada, 29/11, a Secretaria de Agricultura, Água e Meio Ambiente, atuou em outra denúncia de crime ambiental, na área de preservação permanente - mata ciliar do Rio São Francisco, nas imediações do Riacho da Onça, próximo a ponte da divisa entre Sergipe e Alagoas.

De acordo com Ramire, a secretaria estará atenta e combaterá esse tipo de crime ambiental e outros que vier acontecer no município. 

O desmatamento ambiental é um crime e por consequência viola o direito, no entanto, qualquer dano ou prejuízo causado aos elementos que compõem o ambiente, flora, fauna, recursos naturais e o patrimônio cultural, sendo violado o direito protegido, é passível de punição e este instituto é regulado pela Lei n.º 9.605 de 13 de fevereiro de 1998, Lei dos Crimes Ambiental, que determina as sanções penais e administrativas derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio ambiente.


ASCOM
Prefeitura de Canindé de São Francisco/SE



Mais fotos da ação, clique aqui.







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos pela sua visita e comentário.